11/10/16

Biscoitos de aveia e maçã... e o começo de uma vida nova


Após um longo período de ausência do blog, regresso com uma receita que faz parte do novo quotidiano cá de casa. Este ano, o mais pequeno da casa entrou no primeiro ciclo, começou a sua vida de estudante a sério. Quem já passou por isto, sabe que é uma grande mudança na vida da criança e dos pais. Mudou de escola, de amigos, de professora e de rotinas. No inicio todos andávamos assim um bocadinho ansiosos e em adaptação, ainda continuamos, mas agora, de forma mais descontraída. É uma aprendizagem, é um desafio novo para ele e para nós. É deslumbrante vê-lo fazer estas novas conquistas, estas novas descobertas, começar a escrever, a ler, a fazer contas, a aprender a gostar de estudar e aprender coisas novas todos os dias. O crescimento é uma coisa linda e dolorosa ao mesmo tempo, ver que a nossa pequena pessoa se está a tornar num menino crescido, conhecedor de tanta coisa e tão independente é maravilhoso, e compensador, mas depois doí devagar por ver o tempo passar tão rápido.

Lamechices à parte, desde que iniciaram as aulas, que tenho tido a preocupação de compor a lancheira com lanches equilibrados e saudáveis ao mesmo tempo saborosos e apelativos. Fazer um lanche com baixo teor de açúcar e gorduras, é um verdadeiro desafio. O meu filho, em regra geral, não é de comer muito, o que por si só já é um entrave para conseguir fazer um lanche adequado, pois bem sei que se mandasse bolachas de chocolate com leite com chocolate, comia tudo! De forma a conseguir-me organizar-me e não fazer lanches iguais durante a semana, compus uma tabela que me ajuda a fazer o lanche diariamente.

Aqui deixo algumas ideias/dicas para se conseguir obter lanches mais equilibrados e saudáveis:
  • Usar pão de cereais ou integrais (feitos em casa ou comprados em padarias, sem ser daqueles congelados que têm imensos aditivos e ingredientes desnecessários)
  • Incluir no lanche, uma peça de fruta, mesmo que pequena. Ou em alternativa, palitos de cenoura ou alguns tomates cherry.
  • Procurar sumos com baixo teor de açúcar, não é fácil mas consegue-se arranjar (observei no hipermercado e optei por aqueles que apresentam menos de 7/8 gr de açúcar por 100 ml, alguns deles não se vendem em pacotes individuais só em pacotes de 1 litro, o que faço é colocar o sumo numa garrafinha pequena, cerca de 150 ml).
  • Usar chá e infusões caseiras ou não (existem algumas opções no hipermercado de tisanas ou chás sem açúcar, passo a publicidade, a marca Pleno tem boas opções)
  • Sempre que possível, dar preferência a bolo, bolachas ou barras caseiras em que conseguimos controlar a quantidade de açúcar e gordura. Quando não é possível, procurar no supermercado as bolachas ou barrinhas com maior teor de cereais e frutos secos.
  • Variar os lanches. Sempre que possível, mandar coisas diferentes, porque eles cansam-se e depois acabam por não comer.

Biscoitos de aveia e maçã
Adaptado de "Nem acredito que é saudável" de Sara Oliveira

Ingredientes:
100 gr de flocos de aveia finos
90 gr de farinha de aveia
30 gr de óleo de coco derretido
1 ovo
125 gr de maça ralada
60 ml de mel
1 colher (de chá) de aroma de baunilha
1 pitada de flor de sal
1 ½ colher (de chá) de canela em pó
½ colher (de chá) de fermento em pó

Preparação
Pré-aquecer o forno a 170 ºC. Preparar dois tabuleiros com folha de papel vegetal. Reservar.
Numa tigela misturar os flocos de aveia, a farinha de aveia, o sal, a canela e o fermento. Numa outra tigela, misturar bem o ovo, o óleo de coco, a baunilha e o mel. A esta mistura, adicionar a maçã ralada, incorporar bem.
Juntar as duas misturas, mexendo bem para que fique completamente incorporada.
Colocar pequenas porções de massa nos tabuleiros, cerca de uma colher de sopa bem cheia, em forma de círculo, calcar ligeiramente para que as bolachas fiquem achatadas. Alinhar as porções de massa nos tabuleiros deixando algum espaço entre cada porção, não é necessário muito pois a massa não cresce muito.
Levar ao forno cerca de 15 minutos ou até os biscoitos começarem a ficar dourados.
Retirar do forno e deixar arrefecer completamento no tabuleiro. Guardar numa caixa hermeticamente fechada.



Algumas notas:
  • Na receita original usa-se geleia de agave, como não tinha em casa, substitui por mel. O agave tem um alto poder adoçante, por isso reduzi um pouco a quantidade quando usei mel. Se preferirem o agave, a quantidade recomendada é 90 ml. Uso mais mel do que agave, embora o índice glicémico do agave seja mais baixo, portante menos calórico, contudo prefiro o mel, porque só uso mel de produção local, não industrializado. O agave por seu lado, embora de origem natural, sofre o que atualmente se assiste com grande parte dos produtos, uma industrialização severa, levando a que as suas propriedades naturais e biológicas se percam na cadeia. As opiniões quanto às suas propriedades benéficas também se dividem muito. Se a sua origem for de facto biológica, então é uma excelente adoçante e uma alternativa mais saudável do que o açúcar ou outros adoçantes. Fica a dica! 
  • O óleo de coco também pode ser substituído por azeite, em regra geral, funciona bem. O sabor é mais forte, por isso, mais notório ao paladar. 
  • Se tiver uma grelha, é preferível usá-la para arrefecer os biscoitos, arrefecem mais depressa e ficam mais crocantes.
Espero que gostem! 
Por cá fazem sucesso e quando enviadas na lancheira, não sobram para contar história!

Seguir também em: Facebook | Pinterest | Instagram | Bloglovin

2 comentários:

  1. ficam deliciosas... tb gosto com banana ... e uso fazer tb com mais farinha de coco em vez de ser só aveia e ficam boas também.
    beijinhos
    Carla

    ResponderEliminar
  2. Olá :) Enviamos um convite para o teu email.
    Contamos contigo? :)

    ResponderEliminar