04/03/14

Tarte de tomate, queijo de cabra e manjericão


Esta tarte tem umas cores que chamam a Primavera. Entrámos no mês da Primavera, começamos a sentir os dias mais quentinhos, apetece vestir roupa e a casa de cores mais claras, mais alegres, começam a apetecer as saladas e sonham-se com os dias mais quentes e os fins de tarde com tons alaranjados. Esta tarte vem de um livro recheado de deliciosas iguarias saudáveis. É a segunda vez que a fazemos e acho que não ficamos por aqui.

A massa fica fofinha e com um sabor bem agradável. É uma óptima opção para quiches e pizzas. Depois desta massa, acho que não compro mais massa fresca no supermercado!

Tarte de tomate, queijo de cabra e manjericão
(adaptado de Popina Iguarias Saudáveis)

Ingredientes:
Massa:
220 gr de farinha sem fermento
1 colher (de chá) de fermento em pó instantaneo
1/3 de colher (de chá) de flor de sal
2 colheres (de sopa) de azeite
1 ovo
80 ml de água quente

Recheio:
2 ovos
100 gr de iogurte grego
100 gr de queijo de cabra fresco, esmagado
1 colher (de chá) de fermento em pó instantaneo
50 gr de  farinha sem fermento
1 colher (de chá) de flor de sal
pimenta preta moída no momento (a gosto)
2 colheres (de sopa) de manjericão fresco picado finamente
3 tomates
1/2 cebola roxa
40 gr de queijo fresco esfarelado
1 fio de azeite
folhas de manjericão para decorar


Preparação:
Pré-aquecer o forno a 170 ºC. Preparar uma forma de 23 cm, ondulada com fundo amovível, pincelando com um pouco de azeite. Retirar o excesso com um pouco de papel absorvente. 

Massa: Misturar a farinha, o fermento e o sal numa tigela. Fazer um buraco no meio da mistura e juntar o azeite, o ovo e a água. Amassar todos os ingredientes à mão, até obter uma massa macia. Transferir a massa para uma superficie enfarinhada e amassar durante alguns minutos. A massa ficará mole e não pegajosa, bastante maleável [se ficar a colar, juntar um pouco mais de farinha e voltar a amassar]. Estender a massa com um rolo, até obter um círculo com cerca de 3 mm de espessura. 

Recheio: Numa taça, juntar os ovos, o iogurte, o queijo, o fermento, a farinha, o sal, a pimenta e o manjericão. Envolver bem e reservar. Picar dois tomates, finamente e fatiar o outro. Fatiar a cebola. 

Montagem: Forrar a tarteira com a massa preparada, não cortar logo os rebordos. Deitar o creme de recheio preparado, uniformizar a superficie. Juntar o tomate picado, depois dispor sobre este as fatias de tomate e de cebola. Espalhar o queijo de cabra por cima e regar com um fio de azeite. Recortar o excesso da massa no rebordo. 

Levar ao forno durante 30 minutos ou até estar douradinha. Retirar do forno, salpicar com folhas de manjericão fresco e servir. [nós comemos morninha]


Seguir também em: Facebook | Pinterest | Instagram | Bloglovin

21 comentários:

  1. Olá Rute!
    Essa tarte tem um aspecto lindo. Adoro as cores, mesmo a chamar pela Primavera que este ano está tão preguiçosa. Também tenho esse livro, é adorável, dá mesmo vontade de fazer tudinho, de tão bom que é. É daqueles livros que é obrigatório ter.
    As tuas imagens ficaram lindas. ;)
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  2. É mesmo Célio, o livro é fantastico! O meu está todo marcadinho, com post it de diferentes cores!!
    Bjinhos e obrigado :)

    ResponderEliminar
  3. Que tentação de tarte e realmente é linda,cheia de cor como anossa Primavera.

    Bjs,

    Susana
    As Papinhas dos Babinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, é mesmo uma delicia!

      Eliminar
  4. Esta tarte tem um aspecto divinal! Está cheia de ingredientes deliciosos e está mesmo a chamar a Primavera porque estamos mesmo a precisar! Adorei esta sugestão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula, chama a Primavera e sabe a Primavera. É muito boa, mesmo! Bjinhos

      Eliminar
  5. Essa tarte tem tudo o que gosto, acho que está a chamar por mim!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado :) É mesmo uma delicia!

      Eliminar
  6. Um linda tarte e com óptimos ingredientes! beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipe, obrigado. Vale mesmo a pena experimentar!

      Eliminar
  7. Olá Rute, adoro a Popina!
    Que tarte linda, já com cores que adivinham a nova estação :)
    Adoro as receitas desse livro, e esta tarte é perfeita em sabores.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inês, o livro é mesmo fantástico! Apetece fazer mesmo tudo!
      Bjinhos

      Eliminar
  8. Que bonita tarte, Rute! Ficou com um aspecto delicioso :)
    Gostei muito do facto de ter iogurte no recheio!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o iogurte torna-se mais "leve" do que com natas. :)

      Eliminar
  9. Também tenho o livro!
    Ficou linda a tua tarte, Rute. Fotos lindas!
    Beijinhos

    Sílvia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O livro é uma beleza! Bjinhos

      Eliminar
  10. Ficou bem apetitosa.
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
  11. Olá:)

    Não tenho esse livro mas tenho de o comprar, esta tua tarte tão colorida a chamar a primavera, ficou uma delicia e deve ter ficado bem saborosa:)

    Massa feita por nos e sempre melhor, pois sabemos pelo menos o que a massa leva ja as do supermercado sao umas bombas caloricas carregadas de manteiga:)

    Aproveito para te convidar no meu passatempo da que está a decorrer aqui gostava muito que participasses:)
    http://prazeressaudaveis.blogspot.pt/2014/03/1-aniversario-blogue-passatempo-do-1.html

    ResponderEliminar
  12. Esta tarte ficou um espanto!
    Não conheço o livro mas fiquei com vontade.
    Parabéns pelo blog!
    Bjos
    http://pitadasdecoisasboas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar