19/11/13

As receitas do dia-a-dia

A vida de uma mãe, de um pai, de uma família pode ser complicada, ou melhor, trabalhosa! Hoje falo da vida do dia-a-dia. Às vezes leio blogs de pessoas cujas vidas parecem tão serenas, os dias parecem tão fluidos, as horas tão felizes e cheias de calmaria. Penso, mas será que é mesmo assim ou os textos são escritos de forma bonita e cor-de-rosa para prender os leitores e estes esquecerem-se um bocadinho das coisas menos bonitas do dia-a-dia.
Ontem li este texto e logo me identifiquei com bastantes partes. 

A nossa vida é mesmo assim, cheia de momentos bons e momentos menos bons. Momentos em que somos muitos felizes e outros que pensamos que a nossa felicidade partiu para parte incerta. 

A rotina do dia-a-dia pode, às vezes pode até ser enervante, muitas actividades, muita coisa para fazer, algumas preocupações e às vezes, falta de tempo para dedicar ao que mais gostamos. A vida é mesmo assim, cheia de muitas coisas! Eu sou pessoa de planear, gosto de fazer listas e planos, há pouco tempo passei a fazer uma lista com as receitas da semana, pode ser que daqui a algum tempo comece a partilhar aqui. Mas há semanas em que não tenho tempo/paciência para fazer a lista e depois é uma preocupação diária! O normal é passar parte do caminho de regresso a casa a pensar no jantar. Há que combinar os gostos com a simplicidade e rapidez da confeção. É neste sentido que reuni algumas das receitas aqui já partilhadas que são rápidas e muito boas :)



Espero que gostem! :)

7 comentários:

  1. Efectivamente, concordo com a perspectiva de imperfeição da vida! É é essa complexidade que dá cor (ainda que às vezes cinzenta) aos nossos dias! Cá em casa também é assim. Os dias correm, ou melhor corremos nós atrás das horas, com a distribuição dos miúdos pela escola e pelas outras actividades. E nós adultos sempre em gestão permanente “levas tu, depois eu vou buscar”, “sim, eu vou ao supermercado, mas não te esqueças que o J. tem dentista!”, “epá, esqueci-me de tirar os bifes do congelador, agora temos que improvisar o jantar”, e por aí fora. Depois, deparo-me com esta dicotomia: no trabalho dou por mim a fazer agendas mentais sobre as lides familiares e domésticas e em casa a preparar mentalmente reuniões e relatórios! E, no fundo, é tudo isto que dá sentido às nossas vidas, temperando-as, claro, com muitos mimos e amor! :-)
    (e como já vou num comentário muito grande – (desculpa ) ... deixo os contratempos das birras (as dos pequenos e as dos grandes… sim, porque os adultos também têm momentos de “birras” e às vezes com muita vontade de gritar e espernear) para outra altura!)
    Beijinhos,
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Rute,
    Adorei o teu texto e penso, não serão esses dias cinzentos que nos fazem apreciar melhor os dias cor de rosa?
    É nos opostos que está o complemento e é nas adversidades que depois se encontra a calma e serenidade...
    Adorei as tuas sugestões e todas elas me agradam bastante.
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  3. Concordo contigo mas há que seguir em frente e sempre com energia positiva!
    Bjs, Susana
    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/11/1-aniversario.html
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/11/crumble-de-marmelo-com-aveia-e-nozes.html

    ResponderEliminar
  4. :) algumas palavras suas parecem retiradas dos meus pensamentos!
    Também é no regresso a casa, depois de um dia de trabalho que decido o jantar... sim... a minha vida é uma correria e nem sempre recheada de momentos felizes

    ResponderEliminar
  5. Concordo contigo, os meus dias passam-se sempre a correr! Tanto durante a semana, como ao fim-de-semana e aproveito esses tempos mortos para pensar nas refeições e compras :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. Odeio a rotina,cria hábitos e depois quando fazemos uma pequena alteração parece tudo descontrolado e fora do normal.
    bjns

    ResponderEliminar
  7. Oi Rute,
    Gostei muito desse texto e me identifiquei com você nessa prática de fazer listas e planejamento.Como você disse " Há que combinar os gostos com a simplicidade e rapidez da confeção.".
    Deliciosas sugestão essas que você nos trouxe.
    Bj,
    Lylia

    ResponderEliminar